links favoritos

 

 

CZECHBEERMAN - REPORTAGEM Nº 2

A produção cervejeira por terras Checas – A Cervejaria Courtyard Chyne

Caros amigos do Brasil e de Portugal,

Imaginem o seguinte: por um acaso do destino encontram-se na bonita cidade de Praga. Como amantes da boa cerveja, não poderiam estar em melhor lugar pois esta cidade é, sem grandes exageros, uma das capitais do mundo em termos cervejeiros, com dezenas de excelentes restaurantes, pubs e bares a oferecerem inúmeras cervejas checas de qualidade. Mesmo na cidade velha é possível encontrar, pelo menos, quatro brewpubs com a sua própria cerveja, todos a uma distância inferior a 30 minutos entre eles.

Mas compliquemos um pouco as coisas: imaginem que querem experimentar a melhor cerveja não apenas do centro de Praga mas da cidade e arredores!! Se assim for, o meu conselho é pegarem no carro, conduzirem cerca de 13Kms até à zona sudoeste da cidade e aí procurarem pela Pivovarsky dvur Chyne. A cervejeira Chyne – cujo nome faz referência à designação da vila onde se localiza – foi criada em 1992 por um homem entusiasta da cerveja e com forte espírito empreendedor: o Sr. Hojda Miroslav. Antes das obras, o local era um edifício ligado à agricultura, ainda da era socialista, bastante degradado e em risco de ruir. Felizmente, alguém deu nova vida ao espaço e assim começou uma história de sucesso. Vamos entrar?

       

Quando as portas se fecham após a nossa passagem, a primeira coisa que se observa são os três bonitos Boil Kettles de cobre (recipiente onde se fez a fervura do mosto) posicionados sobre uma plataforma. É quase como um palco e eles próprios os artistas, apesar de, neste caso, ninguém estar a tocar ou a dançar… Mas apesar do relativo silêncio que provém desses recipientes, não deixam de soar a música celestial aos ouvidos dos verdadeiros apreciadores de cerveja. Cada “panela” gigante pode conter 10,5hl o que, em capacidade máxima, leva a que a cervejeira possa elaborar quatro produções por semana.

      

Por detrás da plataforma existem umas pequenas escadas que conduzem ao andar inferior, onde se encontram as caves para as lagers. Podem ver-se dez grandes barris de madeira nos quais se procede à maturação da cerveja durante algumas semanas. Já agora, vou deixar-vos um conselho: nunca peçam ao guia para vos deixar experimentar a cerveja! Se o fizerem, é bem provável que nunca mais queiram sair desta adega, dada a grande qualidade da cerveja!!! Nesta visita fui acompanhado por dois cervejeiros: o Sr. Mikulica, o cervejeiro principal, e o Sr. Pavlik, o auxiliar do anterior, ambos com enormes conhecimentos sobre a arte de produzir este maravilhoso néctar.

Ok, está na hora de voltarmos a subir e de nos sentarmo a uma mesa. No restaurante, que pode comportar até 80 sequiosos e famintos convivas, podem degustar-se alguns dos mais típicos pratos checos, como é o caso do joelho de porco assado, com rábano, mostarda e pão a acompanhar. Que tal? E não tenham problemas de consciência se cometerem alguns pequenos pecados enquanto estão na República Checa. Peçam pois mais uma cerveja e deliciem-se com a comida hiper-calórica que vos é oferecida: “Por favor, traga-nos mais umas canecas da semi-escura Courtyard’s Lager”!

       

E aí vêm elas… Espuma rica, volumosa, cor agradável, ligeiramente turva pois não é filtrada. Encorpada mas com uma textura aveludada como se esperaria, com ligeiras notas de mel, apesar de este não ser um dos ingredientes. Uma cerveja que vicia! “Por favor… mais uma!”. É daquelas cervejas que pedem sempre mais uma, que se aprende a adorar. Todas as cervejas da companhia são não filtradas, mas não será isso que impedirá qualquer pessoa de apreciar estas cervejas.

Como não passam por um processo de pasteurização, têm uma longevidade curta: apenas 14 dias. São cervejas totalmente naturais e que, como tal, têm prazos de consumo pequenos. Para além da Courtyard’s Lager, são feitos mais dois tipos de cerveja, sendo uma delas a Dark Special com 5% de volume alcoólico. Ocasionalmente são produzidas outras cervejas, como são exemplo a Biker’s Lager (em homenagem a um famoso percurso para ciclistas que passa junto à empresa) e uma cerveja de gengibre.

Eu diria: as palavras são insuficientes para descrever as qualidades desta cervejeira. Apesar disso, acreditem que o CzechBeerMan recomenda fortemente uma visita. Não deixem de passar pelo simples mas agradável site da companhia em http://www.pivovarskydvur.cz onde poderão encontrar informações bastante úteis. O meu nome é Libor Vojacek e podem-me contactar através do email abaixo transcrito. Eu sou, tal como vocês, um simples apreciador de cerveja cujo objectivo principal é dar a conhecer as maravilhosas tradições cervejeiras do meu país. Fiquem atentos à minha próxima reportagem duma microcervejaria no sul da Moravia chamada Brewery of Oslavany. Até lá!

Libor Vojáček, o CzechBeerMan, CzechBeerMan@seznam.cz

(Repórter cervejeiro e coleccionador, Teplice, República Checa)

Google