links favoritos

 

 

Radler, russ e Shandy: diferentes ou iguais?

Aviso à navegação: se é uma daquelas pessoas para quem a Reinheitsgebot (a Lei da Pureza Alemã) faz todo o sentido e é um sacrilégio fazer cervejas que não sigam o seu enunciado, então é melhor esquecer este texto e visitar outras partes do site. Se, no entanto, não se importa nada de beber cervejas com sabores, sejam eles de frutas, ervas, casca de árvores ou especiarias, então talvez lhe interesse o que vamos abordar.

O segmento de mercado onde se incluem as cervejas com sabores a frutas e afins é um dos que tem apresentado maior desenvolvimento nos últimos anos. Produtos como a Super Bock Tango, Super Bock Twin sabor a pêssego e Skol Lemon fazem as delícias daqueles que procuram um produto fresco, sabor suave e imagem moderna. É verdade que os apreciadores de cerveja mais clássicos torcem um pouco o nariz a este tipo de produtos. Se por um lado tal se percebe, devido ao facto destas cervejas apresentarem pouca complexidade e carácter, por outro deve-se compreender o esforço das companhias cervejeiras em atrair novos clientes, lançando produtos para pessoas que não são consumidoras habituais de cerveja, muitas delas porque não gostam do sabor! Portanto, criar uma cerveja que, em vez do amargo normal, sabe a limão ou morango, tem, para os administradores das grandes empresas, toda a lógica. Aliás, tal segue a nova abordagem do mercado feita por empresas de produtos consolidados e bem formatados. Se já é possível comprar sumo com leite, água com sabor, cola com limão, qual é o problema de existir cerveja com pêssego ou mirtilo?

Esta introdução já algo longa visa, essencialmente, demonstrar que as cervejas aromatizadas são produtos com forte potencial e de grande futuro. Mas não se pense que se trata de uma ideia recente saida da mente de algum cervejeiro louco. De facto, a mistura de cerveja com frutas, por exemplo, é já uma actividade ancestral, que encontra expoente máximo nas Lambics belgas. Todavia, hoje não vamos abordar um produto de origem belga mas sim alemã e inglesa: as Radler/Russ e o Shandy.

Como todos sabemos, a cerveja é levada muito a sério pelos ingleses. Não só faz parte da sua alimentação como da sua própria cultura. A qualidade da cerveja, a forma de a servir, o copo adequado, tudo são questões importantes para um verdadeiro apreciador de cerveja inglês. Contudo, tal não significa que não exista um lado mais leve e menos ortodoxo. É nestes momentos de descomprometimento que se pode beber um Shandy. Não se sabe ao certo a origem desta bebida mas presume-se que tenha sido inventada por taberneiros menos escrupulosos que, tendo um lote de cerveja já algo ultrapassado, lhe misturavam sumo de limão para disfarçar os sabores menos agradáveis. Tal originava que esse produto só fosse bebido pelas classes menos abastadas ou por pessoas que já estivessem num tal grau de embriaguez que não detectassem a mistura. O decorrer das décadas fez desaparecer esse estigma e hoje o Shandy é uma bebida inglesa de pleno direito, tendo-se mesmo internacionalizado. Geralmente, resulta da mistura de uma cerveja tipo Mild Ale ou Pilsener com sumo de limão, numa percentagem de 50% para cada, percentagem essa que se pode ajustar consoante o gosto de cada um. Curiosamente, o Shandy inglês pode ser mais gasoso do que o normal, visto as suas limonadas serem, muitas vezes, elaboradas com soda. O produto final não costuma ultrapassar os 2,5%-3% de volume alcoólico. 

Fora do Reino Unido, o Shandy pode apresentar outros nomes. Em Portugal, pode aparecer sob o nome de Panaché. Habitualmente é uma mistura entre uma Lager e uma Sprite ou 7 Up. Já na Suiça pode ser um Panaché ou Panasch e em Espanha uma Clara ou Clara con Limón. No Chile, é comum uma bebida chamada Fan-schop, em que se combina cerveja e Fanta laranja. Existe ainda a Hooch, designação habitual para um Shandy engarrafado nos EUA. Este costuma ser elaborado numa proporção de 10%-90% (cerveja-sumo), o que o torna extremamente fraco. Finalmente, na Bélgica existe a Mazout (cola+Lager), a Kivela (limonada+Lager), a Spavola (água mineral com gás+Lager) e a Diabolo (licor de menta ou grenadina+Lager).

Na Alemanha, a mistura entre cerveja e limão tornou-se particularmente apreciada a partir dos anos 20 do século passado. A sua origem é mais ou menos fantasiosa mas consensual: em Junho de 1922, Franz Xaver Kugler, o dono de um bar na Baviera, apercebeu-se de que não tinha cerveja suficiente para satisfazer os cerca de 12 mil ciclistas que esperava receber nesse dia. No entanto, se tinha pouca cerveja em stock, o mesmo já não acontecia com a quantidade de limonada. O seu espírito de comerciante fez o resto e assim surgiu a Radler (que significa ciclista em alemão), uma mistura entre cerveja e limonada. Actualmente, a Radler resulta na mistura entre uma Munich Helles ou uma Pilsener, com limonada, numa percentagem de 50%-50% ou 60%-40%, sendo bastante popular durante o Verão, quer na Alemanha quer na Áustria.

 

No norte da Alemanha, a Radler também é conhecida por Alster (abreviatura de Alsterwasser), sendo que esta última designação pode resultar também da mistura entre um refrigerante ou sumo de laranja e uma Pilsener. O nome Alsterwasser foi, durante algum tempo, bastante utilizado pois o Alster, um rio do norte da Alemanha, possuía águas muito límpidas sendo que, apesar da cerveja não ser feita a partir dessas águas, resultava numa boa associação de ideias dada a clareza da bebida. Já em Berlim e na zona leste da Alemanha, bebe-se a Potsdamer, uma combinação entre cerveja, soda e um shot de groselha ou outra bebida feita de frutos silvestres.

Uma variação mais recente da Radler é a Russ, bebida em que 50% é uma Hefe-Weizen e os restantes 50% são sumo de limão (ou um refrigerante de limão).

Infelizmente, as Radler e as Russ não vingaram fora da Alemanha, em parte devido à existência de outras bebidas alcoólicas com sabor, nomeadamente as Eristoff Ice, Bacardi Breeze e similares (passe a publicidade). Tal é uma pena pois são bebidas mais saudáveis, com baixo teor de álcool  (entre 2%-4%) e extremamente refrescantes. Entre as Radler mais conhecidas podemos encontrar a Krombacher Radler, a Henninger Radler e a Flensburger Radler. No campo das Russ, destaque para a Bavaria Russ.

Muita bebidas se podem elaborar a partir da mistura de sumos e cerveja. Sem ser minucioso e descontando as que já mencionámos, eis algumas combinações possíveis:

  • Bierkut - 50% Pilsner + 25% Vodka + 25% de sumo de laranja.
  • Bismark - 50% de uma Dark Lager (tipo Kostritzer) + 50% de champanhe, sempre servida numa caneca.
  • Black Velvet - Stout + Champanhe ou Sidra
  • Brummbar ou Brown Beer - Uma stout ou porter com cola.
  • Cola Weizen - Mistura de cola com uma Hefeweizen.
  • Diesel Shandy - Mistura entre cola e uma Lager, o que origina um líquido com a cor próxima do diesel, vindo daí a designação. Na Alemanha, para além da já mencionada Cola Weizen e da Krefelder, podem ainda surgir os nomes Flieger, Turbo e Gespritzter.
  • Fruhstuck Weiss - A "Weiss de pequeno-almoço" é elaborada com sumo de laranja e uma Weizenbier; se se optar por uma Pilsener trata-se de uma Orangerei e se for por uma cerveja escura é uma Bee Sting.
  • Ginger Bier - 50% Pilsener + 50% ginger ale.
  • Greifswalder - Muito popular na região de Mecklenburg-Vorpommern, consiste na junção de uma cerveja tipo Kostritzer com cola.
  • Heller Moritz - Hefeweizen + champanhe + 1 rodela de limão.
  • Kalte Ente ou Cold Duck - 2/3 de uma Pilsener + 1/3 de limonada + 1 shot de kirschlikor (licor de cereja).
  • Krefelder - 50% de uma Altbier + 50% de cola.
  • Malawi Shandy - Popular na África do Sul, consiste em 50% de limonada, 50% de ginger ale e umas gotas de Angostura Bitters.
  • Neger in Bavaria - 50% de Weizenbier + 50% de cola.
  • Rock Shandy - Bastante popular na Irlanda, é uma bebida não-alcoólica, resultante da junção de sumo de limão com gás (ou refrigerante tipo 7 Up) com sumo de laranja com gás, algo já bem distante do Shandy clássico.
  • Spezi - Indicado para as crianças já que resulta da mistura de cola com sumo ou refrigerante de limão.
  • Turbo Shandy - Lager + Smirnoff Ice (ou similar) e, por vezes, mais um shot de vodka!!!

Publicado a 12/03/2007

Google