AS STEINBIER

A expressão alemã Steinbier pode ser literalmente traduzida como "cerveja de pedra", constituindo, a par das Rauchbier, uma das especialidades mais surpreendentes da produção cervejeira alemã. A técnica de fabrico das Steinbier consiste em mergulhar na cuba em ebulição pedras aquecidas a mais de 1000ºC sobre uma pilha de madeira de faia. Como consequência, o açúcar do mosto fervilhante fica imediatamente caramelizado na superfície das pedras. Estas, posteriormente, são arrefecidas e depois novamente mergulhadas na cerveja em fermentação, onde os açúcares se dissolvem e prosseguem a sua acção fermentadora.

Esta técnica provém de um processo ancestral utilizado na Caríntia, no sul da Áustria, numa época em que, segundo consta, as cubas de madeira não podiam obviamente suportar as chamas pelo que o único processo disponível para ferver o mosto seria através da introdução dessas pedras incandescentes. Independentemente da plausibilidade desta história, o certo é que o processo é bastante elaborado e pouco dado a formatos industriais, motivo pelo qual este estilo é, actualmente, uma raridade. Subsiste ainda em Neustadt bei Cobourg, um município no norte da Baviera, onde é elaborada pela cervejeira Rauchenfels. Para assegurar o seu abastecimento de pedras de qualidade, a empresa chegou mesmo a adquirir uma pedreira de grés nesta região.

A Steinbier caracteriza-se por um sabor levemente fumado e seco, que evoca vagamente a Rauchbier, sendo habitualmente comercializada em garrafas de aparência antiga e de fecho mecânico. Refira-se que, para além da Rauchenfels, também a germânica Altenkunstadt produz uma Steinbier de qualidade.

Publicado a 08/01/2010

Google